A Ergonomia no Home Office: a Relevância da Ergonomia no Trabalho em Casa

  • Daniel M. Araújo Faculdade Senai Roberto Mange – Rua Professor Roberto Mange, nº 239, Bairro Jundiaí – Anápolis/GO
  • Edson A. N. Junior Faculdade Senai Roberto Mange – Rua Professor Roberto Mange, nº 239, Bairro Jundiaí – Anápolis/GO
Palavras-chave: ergonomia., home office., saúde ocupacional.

Resumo

Com a criação de novas tecnologias e a facilitação da comunicação entres as pessoas, surgiu o trabalho remoto. O mais conhecido trabalho remoto é o Home Office, que é o trabalho em domicílio. O presente artigo buscou avaliar as condições do trabalho em Home Office com uma visão ergonômica, tendo em vista que houve um aumento desse tipo de trabalho após a pandemia de Covid-19, além de propor mudanças para melhorar a saúde ocupacional dos trabalhadores. Verificou-se como vantagens uma maior flexibilidade de horário, maior contato com a família e menor carga de estresse por conta dos deslocamentos. Já nas desvantagens, observou-se a interrupção do trabalho devido a imprevistos, bem como a dificuldade de separar o horário de trabalho do horário de descanso.

Referências

OLIVEIRA, M. M. V. A ergonomia e o teletrabalho no domicílio.

Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) –

Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

FILHO, J. J. et al. A saúde do trabalhador e o enfrentamento da

COVID-19. Rev. bras. saúde ocup., v.45, e14, 2020.

LOSEKANN, R. G. C. B.; MOURÃO, H. C. Desafios do teletrabalho

na pandemia covid-19: quando o home vira office. Maringá: Caderno de

Administração, v. 28, p. 71-75, 2020.

CASTRO, N. É possível conciliar o Home com o Office?. 2021

BRIK, M. S.; BRIK, A. Trabalho portátil: Produtividade, economia

e qualidade de vida no home office das empresas. Curitiba: Edição do

autor, 2013.

AVANCINI, F.; FERREIRA, F. Ergonomia e postura no trabalho. Rio

de Janeiro: Editora Virtual Científica, 2003.

PANERO, J.; ZELNIK, M. Dimensionamento humano para espaços

interiores: um livro de consulta e referências para projetos. Barcelona:

Editorial Gustavo Gili, 2013.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ERGONOMIA, ABERGO. O que

é ergonomia? 2021

INTERNATIONAL LABOR ORGANIZATION, ILO. Challenges and

Opportunities of Teleworking for Workers and Employers in the ICTS

and Financial Services Sector.

NICKLIN, J. M.; CERASOLI, C. P.; DYDYN, K. L. Telecommuting:

What? Why? When? And How?. In: Jee J. (eds) The Impact of ITC on

Work. Springer, Singapore, 2016.

COSTA, I. S. A. Poder/saber e subjetividade na construção do sentido

do teletrabalho. 2003, Tese (Doutorado em Administração) – Escola

Brasileira de Administração Pública e de Empresas, Fundação Getúlio

Vargas, Rio de Janeiro.

HOROWITZ, S. The freelancers bible: everything you need to know

to have the career of your dreams―on your terms. New York: Workman

Publishing, 2012

.

BURKE, M. The principles of successful freelancing. Canada:

Sitepoint, 2008

.

CANEPPELE, A. L. Partitura Trio: Uma proposta do design de

mobiliário para ambientes Home Offices. 2014. Trabalho de Conclusão

de Curso (Graduação em Design) – Universidade Regional do Noroeste

do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí.

MESQUITA, D. F.; SOARES, M. I. Ergonomia na era do

teletrabalho: impactos para a saúde e segurança do trabalho. 2020. Artigo

(Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho) – Fundação

Educacional de Lavras, Lavras.

REIS, T. B. et al. A prática do home office em períodos de

isolamento social. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento do

ISECENSA, 2020.

LAVILLE, A.. Ergonomia. São Paulo: EPU: Editora da Universidade

de São Paulo, 1977.

IIDA, I.; GUIMARÃES, L. Ergonomia: projeto e produção. 3. ed.

São Paulo: Blucher, 2016

.

MAGER, G. B.; MERINO, E. A contribuição da ergonomia no design

de home offices. 2012. Artigo – Centro de Comunicação e Expressão,

Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

CASTAÑON, J. A. B. et al (2016). O home office e a ergonomia nas

condições de trabalho e saúde de arquitetos e engenheiros. 1º Congresso

Internacional de Ergonomia Aplicada, Blucher Engineering Proceedings,

v.3, n.3. São Paulo: Blucher, 2016.

COURY, H. J. C. G.; MOREIRA, R. F. C.; DIAS, N. B. Efetividade

do exercício físico em ambiente ocupacional para controle da dor

cervical, lombar e do ombro: uma revisão sistemática. Rev. bras. fisioter.,

v. 13, n. 6, p. 461-479, dez. 2009.

Publicado
2022-05-18
Como Citar
Daniel M. Araújo, & Edson A. N. Junior. (2022). A Ergonomia no Home Office: a Relevância da Ergonomia no Trabalho em Casa. Revista Processos Químicos, 16(30), 39-45. https://doi.org/10.19142/rpq.v16i30.641