Estudo do Potencial de Geração de Energia Eólica no Estado de Goiás

  • Thomas E. G. F. Kohle Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA.
  • Luís G. Moreira Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA.
  • Sérgio M. Brandão Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA.
  • Rosemberg F. N. Rodrigues Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA.
  • Márcio J. Dias Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA.
Palavras-chave: energia renovável, parque eólico, estado de Goiás

Resumo

A energia eólica consiste em transformar energia cinética dos ventos em energia elétrica. Neste trabalho é demonstrado o avanço do potencial energético, como é produzida e distribuída a energia eólica. É provada a capacidade eólica do estado de Goiás, por meio da análise técnica da distribuição e velocidade dos ventos. Os locais mais adequados para a instalação de Parques Eólicos no estado são nos municípios São Domingos e Guarani de Goiás, comparando com o Parque Eólico de Palmas, e explicitando incentivos para impulsionar esta forma de obtenção de eletricidade como fonte de abastecimento de eletricidade para o estado de Goiás.

Referências

Goldemberg, J.; Lucon, O. Energias renováveis: um futuro sustentável. Revista USP, n. 72, p. 6, 1 fev. 2007.

Alves, L. B. Energias Renováveis: análise da geração fotovoltaica no Brasil e Goiás. Goiânia-GO: [s.n.]. Disponível em: .

MME. ProGDBrasil lança Programa de Geração Distribuída com destaque para energia solar, [s.d.]. Disponível em:

JAIN, P. Wind Energy Engineering. [s.l.] McGRAW-HILL, 2011.

ANEEL. Atlas de Energia Elétria - 2aEdição. In: Atlas de Energia Elétria - 2a Edição. 2a Edição ed. [s.l.] CEDOC, 2005. p. 94–98.

BRASIL, P. Saiba como se produz energia limpa a partir da força dos ventosSaiba como se produz energia limpa a partir da força dos ventos, 2017. Disponível em: . Acesso em: 13 out. 2019.

INDÚSTRIA HOJE. O que é um gerador eólico?, 2014. Disponível em: . Acesso em: 9 out. 2019

REIS, P. Como funciona um Aerogerador14/04, 2016. Disponível em: . Acesso em: 11 out. 2019

Vela, A. Energia Eólica #Infografia #Infographic #MedioAmbiente08/04/2013, 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2019

ECYCLE, E. O que é energia eólica?O que é energia eólica?, [s.d.]. Disponível em: . Acesso em: 11 dez. 2019

GUES, C. LE. Componentes do Aerogerador. Disponível em: . Acesso em: 8 nov. 2019.

VENTOS, C. DOS. Energia EólicaEnergia Eólica, [s.d.]. Disponível em: . Acesso em: 11 out. 2019.

ROCHA, L. C. S. et al. A stochastic economic viability analysis of residential wind power generation in Brazil. Renewable and Sustainable Energy Reviews, v. 90, p. 412–419, jul. 2018.

DINCER, I. Renewable energy and sustainable development: a crucial review. Renewable and Sustainable Energy Reviews, v. 4, n. 2, p. 157–175, jun. 2000.

ANG, B. W.; Zhou, P.; Tay, L. P. Potential for reducing global carbon emissions from electricity production - A benchmarking analysis. Energy Policy, v. 39, n. 5, p. 2482–2489, maio 2011.

Joselin Herbert, G. M. et al. A review of wind energy technologies. Renewable and Sustainable Energy Reviews, v. 11, n. 6, p. 1117– 1145, ago. 2007.

ABEEÓLICA. Boletim Anual de Geração Eólica 2014. São PauloSP: [s.n.]. Disponível em: <http://abeeolica.org.br/wp-content/uploads/2016/08/Boletim-Anual-de-Geracao-Eolica-2014.pdf>

Aquila, G. et al. Wind power generation: An impact analysis of incentive strategies for cleaner energy provision in Brazil. Journal of Cleaner Production, v. 137, p. 1100–1108, nov. 2016.

Antunes, P. R. Projeto conceitual: O que é, e porque fazêlo. Disponível em: . Acesso em: 20 maio. 2019.

Abujamra, R. Torres Anemométricas e a importância de seu uso. Disponível em: . Acesso em: 13 out. 2019.

Empresa de Pesquisa Energética, C. A. para O. D. S. G. Guia de Boas Práticas para Instalação de Estações Anemométricas. Rio de Janeiro-RJ: [s.n.]. Disponível em: .

Gonçalves, P.; … A. I.-… de E. S.; 2018, Undefined. Análise dos Dados Climatológicos de Vento do Município de Anápolis-GO para Soluções Projetuais. anaiscbens.emnuvens.com.br, [s.d.].

Moreira, D. S. et al. Coupling between the Jules land-surface scheme and the CCATT-BRAMS atmospheric chemistry model (JulesCCATT-BRAMS1.0): applications to numerical weather forecasting and the CO2 budget in South America. Geoscientific Model Development Discussions, v. 6, n. 1, p. 453–494, 23 jan. 2013.

CEPEL; CPTEC. Atlas do Potencial Eólico Brasileiro: Simulações 2013: Metodologia. Disponível em: : <http://novoatlas.cepel.br/index.php/metodologia/>. Acesso em: 11 set. 2019.

BNDES. O desenrolar da energia eólica no Brasil. Disponível em: <https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/conhecimento/noticias/noticia/energia-eolica-brasil>. Acesso em: 12 set. 2019.

Pommosky, E. F. Legislação e Tributos no Setor Eólico Legislação e Tributos no Setor Eólico, 2017. Disponível em: <https://gsga.com.br/legislacao-e-tributos-no-setor-eolico/>. Acesso em: 12 set. 2019.

ENGIE. Conheça 7 incentivos governamentais para quem usa energia solarConheça 7 incentivos governamentais para quem usa energia solar, 2018. Disponível em: <https://blog-solar.engie.com.br/incentivos-governamentais-energia-solar/>. Acesso em: 12 set. 2019.

Geográfico, G. Mapa Político de Goiás. Disponível em: <https://www.brasil-turismo.com/goias/mapa-politico.htm>. Acesso em: 10 nov. 2019.

Pozzobon, B. Maior parque de geração de energia eólica da região Sul será inaugurado no Paraná em 2019. Disponível em:<https://www.gazetadopovo.com.br/economia/nova-economia/maior-parque-degeracao-de-energia-eolica-da-regiao-sul-sera-inaugurado-no-paranaem-2019-0tz6q0q7j9nncheat2zqlhksx/>. Acesso em: 12 out. 2019.

Wenzel, F. Parque Eólico poderá instalar aerogerador a 60 metros do Parque Nacional São Joaquim. Disponível em: <https://www.oeco.org.br/reportagens/parque-eolico-podera-instalar-aerogerador-a-60-metros-do-parque-nacional-sao-joaquim/>. Acesso em: 14 set. 2019.

Energia, A. Maior parque eólico privado do Paraná prevê instalação já em 2019. Disponível em: <https://www.ambienteenergia.com.br/index.php/2018/12/maior-parque-eolico-privado-parana-preveinstalacao-ja-em-2019/35418>. Acesso em: 12 out. 2019.

Fochzato, I. C. Complexo Eólico Palmas II iniciará em fevereiro de 2019. Disponível em: <https://rbj.com.br/geral/complexo-eolicopalmas-ii-iniciara-em-fevereiro-de-2019-4423.html>. Acesso em: 12 out. 2019.

Abeeólica. Números ABEEólica: Fevereiro de 2019. São PauloSP: [s.n.]. Disponível em: <http://abeeolica.org.br/wp-content/uploads/2019/02/Números-ABEEólica-02.2019.pdf>.

SCE. REIDI - Regime Especial de Incentivos Para o Desenvolvimento da InfraestruturaREIDI, 2015. Disponível em: <https://www.aneel.gov.br/reidi>. Acesso em: 14 set. 2019.

Ecoa, E. R. Quais incentivos estão fortalecendo o crescimento da energia solar. Quais incentivos estão fortalecendo o crescimento da energia solar, [s.d.]. Disponível em: <https://www.ecoaenergias.com.br/2019/03/19/quais-incentivos-estao-fortalecendo-o-crescimentoda-energia-solar/>. Acesso em: 12 set. 2019.

Tradener, C. DE E. Informações de Mercado Informações de Mercado, 2017. Disponível em: <http://www.tradener.com.br/informacoesmercado/pt-br>.

Publicado
2021-04-23
Como Citar
Thomas E. G. F. Kohle, Luís G. Moreira, Sérgio M. Brandão, Rosemberg F. N. Rodrigues, & Márcio J. Dias. (2021). Estudo do Potencial de Geração de Energia Eólica no Estado de Goiás. Revista Processos Químicos, 14(28), 49-60. https://doi.org/10.19142/rpq.v14i28.601